facebooktwitter     instagram

ARTE FINAL SELO 32 ANOS FUNDO TRANSPARENTE

A saúde bucal dos idosos
Quarta | 19 de Junho de 2019
A saúde bucal dos idosos

A população de idosos tem crescido rapidamente e a expectativa de vida em nosso país continuará aumentando nas próximas décadas e o cirurgião dentista deve estar preparado para prestar um atendimento odontológico específico a estes pacientes. Nesta etapa da vida, a ausência da saúde bucal poderá gerar dificuldades na alimentação, aumentar o risco de infecções, afetar a autoestima e diminuir o convívio social.

 

O alto índice de doença periodontal como gengivite e periodontite são as principais causas da perda de dentes nos idosos, resultando na necessidade de próteses dentárias. Outro problema é a prevalência de retração gengival, o que propicia a ocorrência de sensibilidade no local ou até mesmo cárie radicular. Por isto, as superfícies expostas devem ser bem higienizadas, com total remoção da placa dental.

É provável que existam infiltrações e recidiva de cáries sob antigas restaurações, sendo necessário consultas regulares. Além do exame clínico devem ser realizadas radiografias para auxiliar no diagnóstico de cárie evitando um tratamento endodôntico ou até a perda do dente pela falta de tratamento.

Os portadores de próteses totais e removíveis devem higienizá-las após as refeições e realizar consultas de manutenção periódica preventiva para avaliar sua funcionalidade e as condições em que elas se encontram. O uso prolongado de próteses e uma má higienização tendem a causar estomatites e candidíase na cavidade bucal. Além destes problemas mais comuns, o uso prolongado de próteses mal adaptadas pode gerar neoplasias.

Também é importante destacar que o envelhecimento pode trazer enfermidades que apresentem reflexos na boca. Dentre elas podemos citar a artrite, o diabetes, o câncer e o mal de Parkinson. Diabético tem alta porcentagem de xerostomia, cicatrização alterada, candidíase, problemas periodontais e prevalência de cárie. Pacientes idosos podem relatar dores na articulação temporo-mandibular devido às perdas dentárias, próteses desgastadas, próteses mal adaptadas, desgaste dos próprios dentes e perda da dimensão vertical.

Se você é idoso, mantenha sua saúde bucal, seja mais assíduo no consultório odontológico e cultive hábitos diários de higiene oral. 

Drª Sabrina Fochesatto - Cirurgiã Dentista - marque sua consulta pelo fone 99998.5867