facebooktwitter     instagram

ARTE FINAL SELO 32 ANOS FUNDO TRANSPARENTE

Sexta | 12 de Agosto de 2022
CARTA PELA DEMOCRACIA É LIDA EM TODO O BRASIL
CARTA PELA DEMOCRACIA É LIDA EM TODO O BRASIL

A Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito foi lida nesta quinta-feira (11) pela manhã na Faculdade de Direito da USP e em universidades federais de todo o Brasil. Os atos uniram a sociedade com falas contundentes contra o golpismo e a favor da democracia.

A Carta da USP, organizada por juristas, reúne cerca de 1 milhão de assinaturas e impulsionou a organização de atos em todo o Brasil.  Ela é uma resposta às declarações golpistas do presidente da República contra o processo eleitoral no país, em especial contra as urnas eletrônicas.

Na Faculdade de Direito da UFRGS, em Porto Alegre, o ato histórico em defesa da democracia reuniu centenas de acadêmicos, juristas, representantes de carreiras jurídicas públicas e privadas, estudantes e políticos.

Foram lidas duas cartas em defesa da democracia: uma da Faculdade de Direito da UFRGS e a carta da USP. Dentre as manifestações, muitas vieram de representantes das carreiras jurídicas, passando por juízes, procuradores do Estado, defensores públicos e advocacia privada.

A AJURIS foi a primeira entidade a se manifestar pelo discurso do vice-presidente Administrativo, Cristiano Vilhalba Flores, que preside a União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública. “A democracia é uma construção e reafirmação diária. Um exercício que todos nós devemos fazer constantemente para a manutenção das nossas liberdades no país em que vivemos”, afirmou Vilhalba Flores. Ao fazer referência ao sistema eleitoral, que tem sido alvo de ataques, lembrou que há quase três décadas o Brasil realiza o processo de recepção dos votos pela forma eletrônica sem que sequer uma única fraude tenha sido comprovada “O processo eleitoral é fruto do trabalho de vários atores: juízes, promotores, advogados, servidores e, especialmente, de cidadãos convocados ou voluntários para auxiliarem no processo. Portanto, é uma união de esforços que só um evento desta magnitude pode propiciar”, afirmou.

O Sinapers se alia às entidades que apoiaram o evento e repudia qualquer ataque ao sistema eleitoral, à Constituição, às carreiras jurídicas e à democracia.

Leia a carta: https://direito.usp.br/noticia/3f8d6ff58f38-carta-as-brasileiras-e-aos-brasileiros-em-defesa-do-estado-democratico-de-direito

Luciana Balbueno - Comunicação Sinapers

Foto: Ajuris