facebooktwitter     instagram

ARTE FINAL SELO 32 ANOS FUNDO TRANSPARENTE

Quarta | 28 de Setembro de 2022
Como escolher seus candidatos
Como escolher seus candidatos

Para obter informações sobre os candidatos, devemos ficar atentos a notícias, jornais, revistas, propagandas eleitorais veiculadas no rádio e na televisão, pesquisas e debates entre os concorrentes. Dessa forma, é possível saber se o candidato já esteve envolvido em algum escândalo, o que ele realizou em mandatos anteriores e avaliar suas propostas.

Todos os meios de veiculação de informação são válidos, contudo, atualmente, a melhor ferramenta para auxiliar o cidadão é a Internet, pois nada escapa à rede mundial de computadores. Nas páginas dos órgãos do Legislativo, da Justiça Eleitoral, de algumas ONGs ou simplesmente em sites de busca, é possível obter informações sobre os candidatos e políticos.

A seguir, alguns dos principais sites que podem auxiliar nessa pesquisa:

  • Justiça Eleitoral – www.tse.jus.br(prestação de contas de candidatos, comitês e direção partidários);
  • Presidência da República – www.planalto.gov.br(atos do presidente, agenda, notícias, espaço para enviar mensagens);
  • Senado Federal – www.senado.gov.br(atuação dos senadores e projetos de lei);
  • Câmara dos Deputados – www.camara.leg.br(deputados federais, atividades legislativas e projetos de lei. Há, inclusive, a opção “Acompanhe o seu deputado” em que o cidadão pode se cadastrar e receber boletins por e-mail);
  • ONG Transparência Brasil – www.transparencia.org.br(parlamentares brasileiros);
  • Projeto Às Claras – www.asclaras.org.br(financiamento eleitoral destinado aos parlamentares, quantidade de votos que receberam);
  • Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – www.diap.org.br(informa os sindicatos de trabalhadores e a sociedade sobre os projetos em curso no Congresso Nacional e oferece elementos sobre a atuação parlamentar, contribuindo para que haja transparência e para que o cidadão tenha, afinal, meios de conferir se há coerência entre discurso eleitoral e prática legislativa);
  • Instituto Ágora – www.institutoagora.org.br(instituto paulista que atua em defesa do eleitor e da cidadania por meio do controle social do parlamento, do investimento em educação e do incentivo à participação política, autônoma e suprapartidária);
  • Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral – www.mcce.org.br(O MCCE é integrado por 51 entidades nacionais que atuam em três eixos principais: a fiscalização, que visa assegurar o cumprimento da Lei da Ficha Limpa; a educação, que visa contribuir com a consolidação de uma consciência dos eleitores de que “voto não tem preço, tem consequências”; e o monitoramento das ações do parlamento brasileiro em relação ao controle social do orçamento público e da máquina administrativa.

  Fonte: TSE.