Terça | 05 de Outubro de 2021
Porto Alegre inicia aplicação da dose de reforço em idosos acima de 60 anos e imunossuprimidos
Porto Alegre inicia aplicação da dose de reforço em idosos acima de 60 anos e imunossuprimidos

Poderão receber a dose de reforço pessoas com 60 anos ou mais vacinadas com a segunda dose até 4 de abril e imunossuprimidos com esquema vacinal completo até 7 de setembro.

A partir desta terça-feira profissionais de saúde que receberam a segunda dose a até 4 de março também podem receber a terceira dose do imunizante. 

Para receber a terceira dose, é preciso apresentar documento de identificação e carteira de vacinação com o registro das duas doses. Para imunossuprimidos, é necessário também comprovante da condição de saúde, por meio de atestado médico, nota de alta hospitalar ou receita de medicação. Já os profissionais de saúde precisam apresentar comprovante do registro no Conselho de Classe e que moram na capital gaúcha. 

São considerados os seguintes critérios para a aplicação da dose de reforço em imunossuprimidos:

- Imunodeficiência primária grave
- Quimioterapia para câncer
- Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras.
- Pessoas vivendo com HIV/Aids 
- Uso de corticóides em doses maiores de 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por mais de 14 dias 
- Uso de drogas modificadoras da resposta imune
- Pacientes em hemodiálise
- Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias)

O quê: terceira dose (dose de reforço)
Público: idosos com 60 anos ou mais e imunossuprimidos que receberam a segunda dose há seis meses e 28 dias, respectivamente, além de profissionais de saúde que receberam a segunda dose até 4 de março
Onde: 35 unidades de saúde, quatro farmácias parceiras, Shopping João Pessoa, Largo Glênio Peres e CIABI - Igreja Pompéia

Fonte: Saúde POA.